princípios ESG

Confira como aplicar princípios ESG na gestão de viagens corporativas

Em alta no mundo corporativo, os princípios ESG estão relacionados a meio ambiente (Environment), inclusão social (Social) e governança (Governance). É um conceito que se popularizou diante da necessidade de equilibrar práticas de responsabilidade com os valores das empresas.

A ideia é que seja integrado de forma estrutural nos negócios e integralmente em todos os processos. Isso inclui a gestão de viagens corporativas, que envolvem diretamente os pontos do modelo.

Quer saber como funciona essa relação e como reforçar os princípios ESG na sua gestão de viagens corporativas? Basta continuar a leitura!

O que são os princípios ESG?

Princípios ESG são práticas que priorizam questões de responsabilidade ambiental, social e de governança nas empresas. Funcionam como métricas para direcionar as estratégias, além de uma mudança de paradigma entre as relações das empresas com investidores e consumidores. Nesse sentido, sustentabilidade e preocupação social se tornam aspectos integrantes da vida financeira do negócio.

Os princípios ESG são um dos fatores analisados pelos investidores na hora de aplicar recursos em uma empresa. O mercado passou a priorizar organizações que se preocupam com o futuro, dando atenção a questões como engajamento ambiental e diversidade social.

Algumas ações que as empresas adotam para reforçar tais práticas são:

  • controle de emissão de carbono;
  • incentivo à reciclagem;
  • ações de inclusão da diversidade no ambiente de trabalho;
  • cuidado com os direitos trabalhistas;
  • transparência na gestão.

Por que esse conceito ganhou importância no mundo dos negócios?

Os princípios ESG tiveram um grande crescimento no ano de 2021. Esse fenômeno se deu principalmente em decorrência da crise causada pela pandemia de Covid-19, que representou um divisor de águas na gestão de impactos socioambientais.

O mercado percebeu um menor nível de perda financeira nas empresas que já investiam nos princípios ESG, ao compará-las com aquelas que não estavam preparadas. São organizações que construíram pilares de governança mais sólidos e que dão mais atenção para o bem-estar dos colaboradores. Outros pontos percebidos são a preocupação com a desigualdade social e o incentivo a práticas de cuidados ambientais.

A pandemia mostrou aos investidores que a adoção das práticas tende a gerar melhores resultados, relacionando-se diretamente à percepção de risco. Logo, os princípios ESG têm sido o foco para a injeção de receitas. Segundo a McKinsey, esses elementos são capazes de elevar os lucros em até 60%.

Qual a relação entre os princípios ESG e as viagens corporativas?

Viagens corporativas são naturalmente relacionadas às questões que envolvem o ESG. Vamos entender a seguir como elas impactam cada elemento do conceito: meio ambiente, responsabilidade social e governança de processos.

Consciência ambiental

O turismo corporativo pode trazer um forte impacto para a natureza. Os meios de locomoção, por exemplo, provocam emissões de carbono, mas também existe a preocupação com a produção de resíduos e lixo, entre outros pontos relevantes para o meio ambiente.

Vivemos em tempos de crescente escassez de recursos e de mudanças climáticas provocadas pela ação humana. Por isso, a sustentabilidade deve ser uma das bases no gerenciamento de viagens de negócios.

Impacto social

Pensando no aspecto social, é importante manter os colaboradores conscientes de seus papéis na empresa e de como eles podem colaborar para combater pensamentos retrógrados. A diversidade, por exemplo, deve ser uma preocupação também durante as viagens.

O desrespeito a pessoas de grupos menos favorecidos, por exemplo, além de ser passível de prisão, pode ferir a integridade e a imagem da empresa. Nesse contexto, as políticas internas são fundamentais para incentivar a inclusão social.

Além disso, é essencial que as empresas gerem oportunidades iguais nos cargos de confiança, bem como nas oportunidades de viagens. Segundo um estudo da Maiden Voyage, mais de 31% das mulheres afirmam ter sofrido assédio em viagens, o que eleva a insegurança. Então, cabe às empresas desenvolver estratégias para diminuir esse problema.

Pontos de governança

A governança se relaciona com as viagens corporativas devido às políticas dos processos na gestão. Envolve as questões financeiras e os registros dos fluxos de informações sobre as necessidades do colaborador, como o gerenciamento de notas fiscais.

É importante que os processos tenham uma gestão transparente para que as viagens realmente ocorram e que os gestores acompanhem os gastos realizados durante as viagens. Nesse sentido, ferramentas e sistemas de controle são fundamentais para cumprir os princípios ESG.

Como aplicar os princípios ESG na gestão de viagens corporativas?

Com base no impacto de cada pilar dos princípios ESG para as viagens corporativas, separamos algumas estratégias para aplicar as práticas nesse tipo de gestão. Veja.

Reforce o código de ética da empresa

A empresa deve deixar claro no código de ética e nas políticas de viagem o comportamento esperado do colaborador durante as atividades em locais externos. Além de priorizar a contratação de funcionários alinhados com os valores da companhia, é importante instruir a todos sobre o cuidado com as medidas de compliance nas viagens.

Priorize fornecedores conscientes

Assim como os colaboradores, os princípios ESG pedem que os fornecedores também sejam conscientes. No caso das viagens, a dica é escolher hotéis, restaurantes, companhias aéreas e até agências de turismo que também valorizem as práticas correlacionadas ao modelo.

Valorize as comunidades e a cultura local

Cada destino tem uma cultura diferenciada. Nesse sentido, buscar parcerias com negócios locais e incentivar ações sociais nas comunidades são boas maneiras de exercitar os princípios ESG durante as viagens corporativas. Além disso, é preciso respeitar os costumes e as tradições dos locais de destino.

Adote boas práticas de preservação

O cuidado com o meio ambiente deve começar ainda na gestão das viagens. Uma ação eficaz de ESG é evitar o uso de papel sempre que necessário, recorrendo aos sistemas de registro digitais. O incentivo à reciclagem e a educação corporativa contra a degradação da natureza também ajudam a criar consciência sustentável.

Melhore os registros financeiros

Pensando em governança, dê atenção para o registro apropriado das informações, exigindo nota fiscal de todos os gastos possíveis durante as viagens. É fundamental que haja transparência sobre o fluxo de aprovação financeira, de modo a evitar fraudes e ações de má fé.

Incentive o uso de tecnologias de apoio

Nossa última dica é adotar tecnologias eficazes para o controle de gastos e os processos de aprovação, bem como incentivar o uso de aplicativos de apoio nas viagens corporativas. São ferramentas que ajudam, por exemplo, a encontrar rotas de acesso mais curtas, reduzindo a emissão de carbono com combustíveis.

Neste artigo, apresentamos várias ações interessantes para adotar os princípios ESG na sua empresa e nas viagens corporativas. Com essas informações, você saberá otimizar recursos e garantir economias, aumentando os lucros e a atração de investimentos.

E então, sua empresa já adota princípios ESG na gestão de viagens corporativas? Vai colocar em prática alguma de nossas dicas? Deixe seu comentário!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.