Milhas corporativas

Afinal, é possível usar as milhas corporativas a favor da empresa?

As milhas corporativas trazem diversos questionamentos na hora de organizar viagens dos colaboradores da empresa. De fato, juntar pontos no cadastro do viajante pode se transformar em um impasse no futuro, pois o formato não costuma ser muito claro sobre os direitos das partes envolvidas.

O grande segredo, em uma situação como essa, é encontrar alternativas para que os investimentos feitos nos deslocamentos da equipe representem benefícios no futuro. Se torna necessário, então, ficar por dentro do assunto com o objetivo de montar um planejamento que se encaixe com as necessidades do seu negócio.

Quer saber mais? Vamos falar se é possível usar as milhas corporativas em benefício da empresa e apresentar outra solução muito interessante. Acompanhe!

Entenda as milhas corporativas

Os programas de milhagem são muito usados por empresas que possuem uma agenda agitada de viagem e precisam enviar seus colaboradores a diferentes lugares. Dessa maneira, mesmo com a grande frequência desse tipo de prática, ainda existem dúvidas em relação ao processo de juntar pontos para comprar outras passagens com desconto ou garantir hospedagens com abatimentos nos valores.

As viagens realizadas se transformam em milhas conforme o número de passageiros frequente ou o registro que comprove a participação no programa. Cada trecho percorrido é revertido em pontuação e as empresas do setor aéreo determinam as regras conforme o tipo de passagem comprada inicialmente ou a frequência do passageiro.

Saiba de quem são as milhas corporativas

Uma questão muito frequente para as empresas que precisam se programar em relação às viagens dos colaboradores é de quem são as milhas corporativas. De maneira geral, o que é aplicado pelas companhias aéreas é que as pontuações só podem ser acumuladas por pessoas físicas, independentemente de qual é o responsável pelo pagamento e de qual foi o objetivo da viagem.

Ou seja, na prática, as milhas pertencem ao viajante que possui os dados no cadastro no programa de milhagem, não importa se a viagem foi de lazer ou trabalho. O principal problema é que isso pode ser muito frustrante conforme as expectativas da empresa em montar um planejamento focado em controlar custos sem prejudicar a experiência dos viajantes.

Por se tratar de uma situação controversa, as milhas em viagens corporativas podem acabar gerando problemas entre colaboradores e empresa. Saiba que não existe uma legislação específica que trate sobre o direito do acúmulo de pontos em viagens corporativas.

Muitas pessoas têm o entendimento de que as milhas pertencem ao comprador das passagens aéreas. No entanto, as companhias concedem os pontos diretamente a quem viajou, não importa como tenha sido feito o pagamento.

Conheça o cashback em viagens corporativas

Se você compra com frequência na internet, certamente já ouviu falar sobre cashback. A grande questão é que o formato também pode ser usado em passagens aéreas e ajudar a organizar as despesas de maneira mais eficiente. Se trata de um programa que permite receber dinheiro de volta em todas as compras de passagens aéreas.

Com isso, se torna possível ganhar descontos em próximas compras ou depósito na conta corrente da empresa. Uma das principais vantagens é que o comprador pode usar como quiser o crédito disponível. A economia com o programa de cashback impacta diretamente a empresa e ao fazer simulações de gastos com viagem, ainda é possível descobrir quanto de economia anual o cashback consegue alcançar.

Hub de protocolos

Veja abaixo outras vantagens de usar o programa de cashback

O cashback funciona como uma espécie de programa de fidelidade com mais vantagens do que as milhas tradicionais para as empresas. Isso acontece porque o valor devolvido pode ser de uma parte do que foi usado para comprar a passagem aérea ou até mesmo o valor integral em algumas situações.

Sem contar a liberdade de decidir o que será feito com o cashback, que não precisa, necessariamente, optar por comprar uma passagem aérea, como no caso das milhas.

Viagens de última hora

Quem precisa comprar uma passagem aérea em cima da hora costuma se deparar com preços exorbitantes. Quando se trata de uma viagem de trabalho, mudar datas e adiar compromissos tende a não ser uma opção, ainda mais se existe a possibilidade de fechar um negócio, não é mesmo?

Por este motivo, ao ter o valor recebido como cashback disponível, fica muito mais simples conseguir comprar as passagens com preço elevado, sem precisar comprometer o caixa da empresa. Então, a ideia principal gira em torno de fazer com que o cashback seja uma reserva de emergência para os compromissos que surgem de última hora, sem pegar o financeiro desprevenido.

Time de colaboradores

Diferente do programa de milhagens que pontua o passageiro cadastrado, o cashback de viagens corporativas é direcionado para a empresa que faz a compra do bilhete aéreo.

Com isso, você não precisa se preocupar em selecionar sempre os mesmos colaboradores para realizar as viagens com a intenção de obter esse tipo de vantagem. A programação interna se torna muito mais flexível e caso o funcionário selecionado não possa fazer a viagem, ele pode ser substituído por outro que esteja livre sem nenhuma complicação.

Outras despesas da viagem

Vale destacar que uma viagem corporativa não é feita apenas com passagem aérea. É preciso fechar hospedagem, transporte no destino, alimentação e outras despesas essenciais na agenda dos colaboradores. Diante disso, a empresa responsável pela organização do roteiro deve reservar todas essas coisas previamente e, é claro, dentro do orçamento disponível.

Conforme a quantidade de colaboradores e as situações particulares de cada viagem de trabalho, a falta de preparo para essas despesas pode até mesmo comprometer a imagem do negócio diante dos clientes. Sendo assim, usar o cashback com essa intenção também traz mais confiança ao time enviado à viagem corporativa para sempre oferecer o melhor e evitar surpresas desagradáveis.

Controle em longo prazo

Quando a empresa já faz o seu planejamento financeiro de viagens corporativas contando com o cashback, fica mais fácil calcular esses gastos a longo prazo. Como resultado, é possível fazer até mesmo um planejamento anual que tenha uma base de quanto será preciso reservar para cumprir com esses compromissos sem comprometer outras saídas financeiras e aumentar a margem de lucros.

Pronto! Agora você já sabe como usar as milhas corporativas a favor da empresa e encontrar soluções mais vantajosas. O importante é contar com alternativas que realmente façam a diferença no controle de custos e apresente uma série de outras vantagens, como o cashback. A etrip, agência de viagens corporativas 100% online da Tour House, é um excelente exemplo disso e, com a ajuda do serviço prestado, é possível economizar até 25% nas compras de viagem em sua empresa.

Gostou das informações deste artigo? Então entre em contato com a etrip e conheça mais detalhes sobre como usar o cashback em sua empresa.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.