integração de sistemas

Por que é fundamental fazer a integração de sistemas na empresa?

A integração de sistemas na empresa é um diferencial e tanto para quem deseja otimizar processos e garantir informações confiáveis. Alinhar todas as tecnologias que já fazem parte das operações faz muita diferença na hora de tomar decisões baseadas em dados atuais e direcionar melhor os investimentos.

O melhor caminho está em pensar de maneira inteligente, para não ser necessário, por exemplo, colocar duas vezes manualmente as mesmas informações em diferentes sistemas. Com isso, além de agilizar as etapas, os colaboradores ainda ganham tempo para se dedicar ao que conta no crescimento do negócio.

Quer saber mais? Vamos mostrar os motivos que tornam a integração de sistemas essencial. Acompanhe!

Entenda o que são os sistemas tecnológicos

As operações de uma empresa são extremamente complexas e contar com o auxílio da tecnologia é fundamental para tomar decisões eficientes, organizar informações e ter um panorama completo. Além disso, eles ainda são necessários na hora de realizar a automação de atividades para que os processos sejam mais rápidos.

Não importa qual o tamanho da empresa, existe no mercado uma solução disponível de atender às demandas de maneira personalizada. De maneira geral, o segredo para acertar em cheio na escolha ao identificar a ferramenta adequada, é fazer um levantamento com os principais desafios enfrentados nos processos internos.

Ao cruzar diversas informações em um sistema de integração, fica muito mais simples investir os recursos conforme as expectativas dos gestores responsáveis pela aprovação dos orçamentos. Além disso, atender os clientes com uma proposta diferenciada em relação aos concorrentes, torna-se um processo menos complexo.

Conheça os principais sistemas

O processo de gestão de viagens dentro da empresa exige uma série de esforços para saber quanto o valor disponível pode ser aproveitado para trazer resultados positivos. Em resumo, quando os custos envolvidos não estão conectados com as outras áreas da companhia, os excessos no deslocamento tendem a causar deficiências financeiras no caixa de modo geral.

Para que o orçamento seja sempre feito de maneira correta, concentrar os dados no universo online permite avaliar o impacto exato de cada viagem nas operações em longo prazo. Sem contar que também se torna mais claro quais são as falhas que permitem excessos por parte dos colaboradores e fornecedores fora da realidade orçamentária.

Veja uma lista breve dos principais sistemas usados na gestão empresarial.

ERP

O ERP (Enterprise Resource Planning) é um sistema de planejamento de recurso empresarial que unifica todas as informações de maneira estratégica em um só lugar. Aqui entram o monitoramento de todas as etapas desde o processo de planejamento até o desempenho dos colaboradores conforme suas determinadas funções. É possível fazer a integração de diversos módulos, inclusive, para ter mais funcionalidades e acesso em nuvem.

Hub de protocolos

CRM

Se trata de uma ferramenta focada em gerenciar o relacionamento da empresa com seus clientes. O CRM (Costumer Relationship Management) armazena todas as ações relacionadas, como as últimas compras do cliente, seus interesses, os hábitos, tempo de relacionamento, valor do ticket médio, contato e possíveis interesses futuros, entre outros.

O grande diferencial está na possibilidade de criar um perfil completo do cliente e trabalhar no processo de retenção de maneira personalizada. Além disso, se torna mais fácil avaliar qual a rentabilidade de cada um deles para o seu negócio. No contexto das viagens corporativas, então, isso é muito interessante na hora de decidir quais deslocamentos do time de colaboradores realmente vale a pena.

Cloud Computing

O serviço traz o armazenamento em nuvem de maneira simples. Com isso, a empresa não precisa apostar em sistemas complexos que apresentam uma proposta semelhante, porém, com a necessidade de adquirir equipamentos e manter um profissional especializado em manutenções.

A estrutura digital do Cloud Computing permite acesso de qualquer lugar e de diferentes dispositivos. O alto nível de segurança faz a diferença para as empresas, já que os gestores não precisam se preocupar com a chance de perder os arquivos armazenados em uma máquina.

Assinatura eletrônica

A assinatura eletrônica ajuda a reduzir a burocracia do negócio. Esse sistema permite reduzir as trocas de documentos entre sua empresa e os parceiros e clientes. Na prática, o sistema faz a autenticação eletrônica dos arquivos importantes. Entre os principais exemplos estão contratos de prestação de serviços e de compra.

Use a integração de sistemas na gestão de viagens corporativas

Agora você deve estar curioso sobre a possibilidade de integrar essas facilidades tecnológicas, não é mesmo? Além disso, também é importante entender quais são os principais benefícios envolvidos no processo. Se trata da união estratégica de softwares e sistemas usados no gerenciamento da empresa para que as informações circulem mais rápido entre os setores.

Como resultado da integração, um dado inserido no sistema pode ser automaticamente acessado por todas as áreas que necessitam da informação para seguir com a operação. Um dos principais destaques, nesse caso, é evitar o retrabalho e a perda de tempo de colocar os mesmos pontos manualmente em diferentes plataformas.

A empresa consegue, ainda, aprimorar as etapas que já são realizadas, centralizar os dados e melhorar a experiência de colaboradores e dos clientes. Existem três tipos de integração de sistemas que são consideradas conforme as necessidades de cada empresa, o mercado de atuação e quais situações precisam ser otimizadas. Veja quais são:

  • banco a banco: acontece por meio do compartilhamento do mesmo banco de dados entre sistemas diferentes. Para isso, é usado um software de extração de dados;
  • troca e compartilhamento de dados eletrônicos: usa um software ou plataforma que serve como um tradutor universal e repassa as informações para outras soluções em fluxos contínuos;
  • API (Interface de Programação de aplicações): permite que as informações circulem de um software para o outro em tempo real e isso torna a busca no sistema muito mais fácil.

A escolha do tipo de integração deve levar em consideração os sistemas que já são usados na empresa e como o compartilhamento das informações facilita o trabalho de maneira geral. Tudo deve ser pensado estrategicamente para que a dinâmica transfira os dados conforme as próximas etapas da operação com foco em reduzir custos.

Pronto! Agora você já sabe como funciona a integração de sistemas e a importância de colocá-la em prática. O mais importante é apostar nesse processo como uma forma de não afetar a performance da empresa diante de imprevistos e gerenciar os setores de acordo com os objetivos traçados no planejamento.

Gostou das informações do artigo? Então nos siga no Facebook, Instagram e Linkedin para ficar por dentro de outras novidades sobre o assunto.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.