Quais são os indicadores para viagens corporativas atualmente?

Quais são os indicadores para viagens corporativas atualmente?

O planejamento de uma viagem deve ocorrer em qualquer situação, seja ela de negócios ou não. No entanto, para viagens corporativas, ele deve ser ainda mais importante. Isso porque o eventual lucro ou sucesso dos negócios será muito determinado por ele. Para isso, é preciso observar uma série de indicadores para viagens corporativas.

Mas afinal, o que são esses indicadores, e porque eles influenciam tanto nos resultados? Trata-se dos itens que afetam diretamente os custos de uma viagem corporativa. Para melhorar o retorno delas, seja a viagem da natureza que for (reunião, fechamento de contrato, entre outros), o ideal é que esses custos sejam diminuídos ao máximo.

Assim, a diferença entre o que é obtido e o que é gasto é maior. Consequentemente, o lucro e o resultado a médio e longo prazo da viagem será maior.

Um fator importante que pode contribuir com isso são os KPIs. A observação dos indicadores de desempenho (Key Performance Indicator, em inglês) é fundamental. Esses KPIs são, entre outros, a antecipação das reservas de hotéis, o controle de custos e o gerenciamento da logística na viagem. Quanto mais baixos forem, e com maior antecedência forem previstos, maior é a chance de redução de custos.

As cifras das viagens corporativas

Em 2016, por exemplo, as receitas com viagens corporativas apresentaram queda de 8,7%. As informações são de um estudo conduzido pela Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (ALAGEV), desenvolvido pela GfK, especialista em pesquisa de mercado.

Conforme o trabalho, foram R$ 78,1 bilhões em 2016, contra R$ 85,5 bilhões no ano anterior. Os coeficientes foram calculados levando em conta atividades como alojamento, alimentação, transporte aéreo, entre outros. Apesar da queda, ainda são valores significativos para o mercado, o que indica a importância das viagens corporativas não apenas para as empresas e para quem está envolvido, como também para o mercado e a economia em geral.

Os riscos das viagens corporativas

Além dos KPIs e demais indicadores, é preciso levar em conta os riscos das viagens corporativas. Os dois principais envolvem a saúde e a segurança dos funcionários ou executivos envolvidos. A gestão desses riscos é fundamental. Seguros de viagem e de saúde válidos nos locais precisam ser feitos com antecedência.

Além disso, há fatores externos que fogem do controle, como terrorismo ou catástrofes naturais. Para minimizá-los, é importante estar atento ao que acontece nos locais, e prever tudo no planejamento.

Os indicadores para viagens corporativas

Para o melhor planejamento, é necessário, portanto, observar os indicadores para viagens corporativas. Mas quais são eles, e quando levar em conta cada um? Abaixo, uma lista que pode ajudar a determinar o que é importante nesses momentos e otimizar custos. Confira:

Diária Média da hotelaria

O gasto com hospedagem é um dos principais a serem levados em conta durante uma viagem corporativa. Observar e estudar o custo da diária média nos destinos, a oscilação e a época da viagem é importante. Além disso, é preciso ficar atento a outras tendências no mercado. Cada vez mais, executivos e funcionários de empresas utilizam ferramentas como o AirBnb, por exemplo. Vale a pena ficar atento a essas opções.

Oscilação das moedas

A taxa de câmbio também interfere nas viagens corporativas. O aumento do dólar, por exemplo, possivelmente irá significar um crescimento no custo das operações, principalmente em viagens para fora do país.

Produto Interno Bruto (PIB)

Muitas vezes, é um fator deixado de lado na hora do planejamento das viagens corporativas. No entanto, sua observação pode ser importante. As passagens aéreas, por exemplo, acompanham o PIB. Se ele aumenta, os custos diminuem, e vice-versa.

Combustível do avião

É um indicador que envolve a aviação, mas também quem faz uso dela. O preço do querosene está extremamente ligado a composição do valor total da passagem, com até 30% da composição. No Brasil, a porcentagem pode ser ainda maior que em outros países.

Ticket médio aéreo

O Ticket médio aéreo é o valor médio das passagens de avião. É importante estar atento a estudos e dados apresentados sobre esse indicador. Passagens para determinada região do país ou do mundo podem apresentar quedas ou aumentos bruscos em intervalos curtos de tempo. Fatores como instabilidade política e oscilação cambial contribuem para a variação. Fique sempre atento a isso.

A Tour House é uma das maiores TMCs do Brasil e pode ser sua parceira na organização de viagens corporativas. Fique por dentro do blog para saber das novidades e entre em contato com nossos profissionais para mais informações.

Pensando em auxiliar o gestor nesse processo, principalmente na redução de custos, oferecemos o KIT Gerenciamento de despesas em viagens corporativas. São dois materiais completos para entender gerir as despesas e reduzir seus custos com viagens corporativas.

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.