Viagens corporativas internacionais: contratando o plano de telefonia

Segundo a matéria divulgada pelo PANROTAS, de acordo com o Global Travel Price Outlook 2015, estudo realizado pela Global Business, este ano os gestores de viagens de toda a América Latina vão precisar negociar melhor seus acordos com fornecedores. Segundo a pesquisa, só em 2015, o setor de viagens corporativas tende a crescer até 8,6%.

E o Brasil, neste ritmo tende a aumentar sua participação entre os 15 maiores mercados de viagens corporativas do mundo, ao aumentar em 12,5% os gastos com business travel, ficando atrás somente da China e da Rússia. No mundo, a estimativa é que essas despesas cresçam cerca de 6,9%, chegando a aumentar até 8,6% em 2016.

A importância de controlar os gastos com telefonia

O roaming internacional é a maneira mais comum de manter a comunicação funcionando normalmente enquanto se está em outro país, apesar de estar longe de ser a mais econômica. Essa alternativa faz com que a rede de origem do seu aparelho, gerada pela operadora contratada, seja alterada para outra rede, que corresponda ao local onde você estiver.

A vantagem desta opção é o fato de o seu número continuar o mesmo, já que o que muda é apenas é a origem do sinal utilizado. Portanto, seus amigos e familiares podem continuar ligando e enviando mensagem para o mesmo número normalmente.

A desvantagem é a quantia em reais que você provavelmente vai desembolsar com esse serviço, já que você deve pagar taxas especiais para cada operação feita. Os valores variam muito de operadora para operadora e de plano para plano.

Algumas empresas de telefonia disponibilizam pacotes especiais para que você não saia no prejuízo. Porém, se você deixar para resolver isso na última hora, é provável que acabe gastando muito mais do que planejava. O melhor é sempre se informar para evitar surpresas desagradáveis no fim do mês.

Em alguns países, como os Estados Unidos da América, a Alemanha e até mesmo a África do Sul, é possível comprar um chip pré-pago de uma operadora do próprio local. Na maior parte dos casos, você paga um valor mais em conta do que gastaria de adquirisse um plano no Brasil.

Porém, antes de sair comprando é preciso prestar atenção nas configurações-padrão utilizadas pelas operadoras e tomar cuidado com a compatibilidade entre o seu aparelho e as tecnologias apresentadas pelo país.

Em alguns casos, é mais vantajoso comprar ou alugar um aparelho no local com um chip próprio para aquele telefone. Outra opção é a possibilidade de procurar empresas que ofereçam pacotes de dados e de minutos específicos para turistas no local para o qual você está viajando.

Entretanto, isso compensa apenas para as pessoas que vão passar pelo menos um mês viajando, já que a cobrança média dos planos é feita de forma mensal. Outro detalhe que deve ser considerado é se existe compatibilidade entre os serviços ofertados pelas empresas de telefonia e o seu aparelho.

Parceira certa

A Tour House é uma das maiores TMCs do Brasil. Clique aqui e confira todos os serviços que a sua empresa pode contratar para melhorar o desempenho do setor de viagens corporativas.

Se você quer começar já a criar sua política de viagens, confira as dicas de nosso e-book especial sobre o tema – clique aqui para baixar gratuitamente.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.