Planejamento corporativo: confira a documentação necessária para viagens!

Atenção e cuidado na etapa do planejamento, pois esses são os pilares de uma viagem corporativa bem-sucedida. São muitos fatores envolvidos para que não ocorram imprevistos e gastos desnecessários no deslocamento.

E uma das funções do gestor responsável por coordenar as viagens e os colaboradores, é certificar-se que os viajantes estejam com toda documentação em ordem para realizar a viagem.

Cada destino tem um conjunto de documentos necessários, mas de forma geral, alguns dos pontos que precisam estar em dia são: a validade de passaporte, vacinações e documentos de identificação.

Priorize a documentação!

As questões burocráticas e a falta de algum documento podem significar um atraso de embarque ou até mesmo o cancelamento da viagem.

Por isso, dúvidas com passaporte, vistos e normas internacionais devem ser tiradas com o máximo de antecedência, assim é possível evitar contratempos e problemas que impossibilitem seu deslocamento.

Confira nesse artigo quais os principais documentos requisitados em viagens nacionais e internacionais.

Viagens em território nacional

Para os deslocamentos domésticos, a ANAC determina que os passageiros de nacionalidade brasileira devem apresentar qualquer documento oficial com foto que permita a sua identificação. Também são aceitas cópias autenticadas dos documentos a seguir:

• Passaporte nacional;

• Carteira de identidade (RG) expedida pela Secretaria de Segurança Pública de um dos Estados da Federação ou Distrito Federal;

• Cartão de identidade expedido por ministério ou órgão subordinado à Presidência da República, incluindo o Ministério da Defesa e os Comandos da Aeronáutica, da Marinha e do Exército;

• Carteira nacional de habilitação (modelo com fotografia);

• Carteira de trabalho;

• Outro documento de identificação com fotografia e fé pública em todo o território nacional.

Em viagem no território nacional, os documentos podem ser aceitos independentemente da data de validade. Em caso de furto, roubo ou extravio de documento, será aceito o Boletim de Ocorrência emitido há menos de 60 dias.

Viagens para o exterior

Segundo a orientação da Secretaria de Aviação Civil, os brasileiros que precisem viajar para um destino internacional devem ter em mãos um passaporte nacional válido.

Para países do MERCOSUL (como Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela), também é aceito como documento de viagem a carteira de identidade civil (RG), emitida pelas Secretarias de Segurança Pública dos Estados ou do Distrito Federal.

Mas atenção: carteiras de motorista e carteiras profissionais ou funcionais não são admitidas.

Documentos para o embarque

A regulamentação brasileira também é válida para aos voos que saem do Brasil, como explica a ANAC. Já para os voos que saem de outros países, como em conexões, são empregadas as normas do local de origem da viagem, que podem ser diferentes da legislação brasileira.

Para o embarque, é necessária a apresentação de um documento de identificação tanto para o check-in, como no portão de embarque e, também na imigração, em caso de viagens internacionais.

Vale prestar atenção às regras de check-in online em outros países, como o EUA. Nesses destinos, o check-in feito online não é valido para embarque por questões de imigração, sendo necessário realizá-lo somente no aeroporto.

Passaportes

Item fundamental para sua entrada e saída em outros países, o passaporte deve ser emitido pelo Departamento de Polícia Federal do Brasil, seguindo as normas e apresentando os documentos requeridos pelo órgão governamental.  Seu prazo de validade é de 10 anos, a contar a data de emissão.

Vistos exigidos para brasileiros

É importantíssimo se atentar a obrigatoriedade ou eventual necessidade de visto de turismo ou de negócios para cidadãos brasileiros que possuem passaporte comum.

O Portal Consular, do Itamaraty, disponibiliza uma lista de informações sobre a necessidade do visto para brasileiros em destinos internacionais e orienta a verificação com as Embaixadas e Consulados em relação à legislação do país específico.

Por exemplo, sem o visto norte-americano, o viajante não pode fazer viagens com conexões nos EUA.

Seguro de viagem

Quando a viagem é internacional, o seguro de viagens corporativas segue normas específicas de acordo com o destino, sendo obrigatório para entrar em diversos países da Europa (aqueles sob o Tratado de Schengen).

Vacinas

Para alguns países e estados brasileiros é necessário verificar a necessidade de doenças endêmicas, como a Febre Amarela. Para esses destinos, é preciso ter o certificado da vacina em mãos para poder embarcar.

O regulamento pode variar de acordo com o cenário atual da saúde mundial, portanto, verifique as vacinas obrigatórias e recomendadas em centros de vacinação, hospitais e postos de saúde.

Conte com a ajuda de uma agência de viagens corporativas

Com um portfólio completo de serviços, a Tour House oferece toda a assistência necessária para seus colaboradores em viagens de negócios.

Entre em contato com a gente e conheça nossa consultoria em gestão de viagens!

Baixe também o e-book “Profissional de secretariado”

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.